O BURRO SELVAGEM

Este animal encontrava-se frequentemente representado nas pinturas rupestres do Saára, que têm mais de mil anos. Crê-se ser este o antepassado do simpático burro doméstico. Existem duas variedades de burro selvagem: o da Núbia, que se caracteriza pela sua pelagem arruivada e que tem manchas escuras no lombo, em forma de xis; e o da Somália, um pouco maior, cinzento-claro e com patas raiadas.

Foto de Dennis Desmond

Os burros selvagens africanos costumam habitar nos desertos pedregosos próximos do Mar Vermelho. O clima é muito quente nesta parte do mundo, com temperaturas que chegam aos 50 graus. Felizmente são animais muito resistentes, que conseguem passar dois ou três dias sem beber uma gota de água. Há alguns anos atrás, quando a Etiópia não estava mergulhada no actual caos, o burro selvagem somali estava declarado com espécie protegida. Actualmente encontra-se à beira da extinção.

Foto de Dennis Desmond
Por favor salvem-nos da extinção!

 

(voltar)