Natal dos Simples

Vamos cantar as janeiras 
Por esses quintais adentro 
Vamos s raparigas solteiras
Muita neve cai na serra
S se lembra dos caminhos velhos
Quem tem saudades da terra 
Vamos cantar orvalhadas 
Por esses quintais adentro 
Vamos s raparigas casadas 
Quem tem a candeia acesa 
Rabanadas, po e vinho novo 
Matava a fome  pobreza 
Vira o vento e muda a sorte 
Por aqueles olivais perdidos 
Foi-se embora o vento norte
J nos cansa esta lonjura
S se lembra dos caminhos velhos
Quem anda  noite  'ventura 
Pam-pararan-ri-r 
Pam-pararan-ri-ri 
Pam, pam, pam, pam.

(Poemas para declamar)

(voltar)