A Rena

AS RENAS

Mamífero ruminante do hemisfério boreal, também é empregue como animal de tiro.
Atinge 1,20 de altura, sendo sóbrio e resistente. As suas pontas ramificam-se em esgalhos achatados, que lhe servem para descobrir debaixo da neve os líquenes de que se alimenta. Os Lapões e os Esquimós empregam-no para puxar trenós, e utilizam dele o sangue, a carne, o leite, as pontas e o coiro.
A rena é o único cervídeo em que quer o macho quer a fêmea apresentam armação. As armações da renaAs armações diferem dos chifres dos outros ruminantes (assim chamados por remoerem os alimentos que voltam do estômago à boca) na medida em que são constituídos por osso verdadeiro sem um núcleo central e um revestimento córneo. As armações crescem e caem todos os anos - um processo que é decerto muito desgastante para o animal. Servem principalmente para exibição e como arma durante as competições dos machos pela posse das fêmeas.
Por tradição, os Lapões, povo nómada da actualidade, depende totalmente das manadas de renas que vagueiam pela tundra árctica. No estado selvagem, os machos jovens lutam entre si, e afastam-se para reunir o seu grupo de fêmeas e constituir uma nova manada.
A tundra árctica é tão pobre em pastagens que as renas, para sobreviveram, são forçadas a deslocações constantes em busca de alimento, sendo os Lapões obrigados a acompanhá-las.
Desde há muito tempo que no nosso imaginário as renas são associadas ao Pai Natal, ajudando-o na sua árdua missão de distribuição de brinquedos pelos meninos de todo o mundo.

Trenó puxado por renas

Para ouvires a voz da rena clica aqui. É um pouquinho demorado!

A rebocar o trenó
Correndo na tundra gelada
Hora de almoço
Reunidas em plenário

Lá vem o Pai Natal pedir para o ajudarmos a distribuir os brinquedos...!

(Continuar)