A HIENA
Onde é que haverá um ossinho para eu roer?
Viva, encontrei-o. Este osso é que já ninguém m'o tira!
Clica aqui para ouvires a voz da hiena
A hiena sempre teve uma terrível reputação. Os antigos pensavam que a sua gargalhada durante a noite era a risada de um homem colocando armadilhas fatais aos viajantes. Acreditavam que se a sombra de uma hiena caísse sobre a de um cão, este ficaria mudo e paralisado. Diziam que a hiena era a encarnação de espíritos de feiticeiros. 
Ela é um animal atarracado, peludo, com grandes maxilares e quartos traseiros caídos, os olhos sem brilho. É um caçador diurno, encontrado em toda a África e na Ásia meridional, desde o Meditêrraneo até a baía de Bengala. É um animal sem atrativos. Seu modo furtivo, o pêlo ralo castanho-sujo, o andar manquejante, o grito áspero e o cheiro desagradável não ajudam muito a sua reputação. Apesar disso, a hiena é útil na destruição de animais mortos. O aspecto brutal da cabeça deve-se aos seus poderosos maxilares onde se inserem os dentes mais afiados de todos os carnívoros terrestres, suficientemente fortes para triturarem ossos. Sendo comedora de cadáveres, ela limpa o terreno, devorando todos os corpos que encontra no caminho. Além disso, é eficiente caçadora. 
Também ataca, às vezes, animais domésticos; por esta razão, é caçada sem misericórdia em algumas partes da África. 
  • FILO: Chordata 
  • CLASSE: Mammalia 
  • ORDEM: Carnivora 
  • FAMÍLIA: Hyaenidae 
  • COMPRIMENTO: 1,20 a 1,60 m 
  • PERÍODO DE GESTAÇÃO: 100 dias 
  • Ninhada de 1 filhote, raramente 2 
  • Maxilar e dentes bem desenvolvidos 
  • Pés de 4 dedos 
  • ESPÉCIES: Castanha, listrada, malhada 
(Voltar)