(versão integral)

A LAGARTA MISTERIOSA

Era uma vez... uma lagarta que andava numa horta a petiscar uma alface, quando de repente apareceram duas borboletas e disseram:
- Então, ainda não passaste pela fase do mistério?
- O quê? De que é que vocês estão a falar?
- Nada, nada! Acho melhor não te contar, depois logo verás.
Passada uma semana...
-Ai! Doem-me tanto as costas... e viu duas coloridas asas. - Agora já sei porque é que elas disseram aquilo. Vou já à rua contar a todos!
Na rua...
- Uau! Uau! Que bonito, fantástico, fabuloso!
A lagarta, ou melhor dizendo, a borboleta, foi ter com as outras lagartas e disse-lhes:
- Vocês, lagartinhas, podem ficar a viver na minha folha de alface. Quanto a vocês, borboletas, querem vir viajar comigo?
- Sim! Sim! Claro! É sempre um prazer estar na tua companhia!
E assim seguiram as três, felizes da vida!


(História escrita por Joana Vaz Osório (10 anos) de Vila Nova de Gaia, publicada no «Terra do Nunca» - Ano 2 - Nº 139)

Colori, colorado, está o conto acabado!


(Poderás ver, na versão integral, como a lagarta nasce de um ovo que a borboleta deixou colado a um ramo)

:VOLTAR